3 Motivos para manter uma comunicação conectada com a linha de frente! #DesklessNotVoiceless



Em maio de 2019, o Facebook realizou uma pesquisa com empresas de diferentes segmentos empresariais dos Estados Unidos e do Reino Unido, onde foram destacados alguns dos principais desafios de comunicação entre a linha de frente e seus Líderes e Gestores. Ao coletar informações e apresentar soluções para esses desafios, uma dúvida surgiu: Como está a comunicação em outras partes do mundo?

Para obter a resposta dessas perguntas, dados e métricas sobre trabalho e colaboração foram coletados em países como Austrália, Índia e Japão, com quase 4.000 gerentes e funcionários da linha de frente de empresas revelando que desafios de comunicação podem estar alcançando uma escala global. Confira no post de hoje algumas das principais conclusões desta pesquisa! 😄

A falha de comunicação é um problema recorrente para os trabalhadores na linha de frente dos negócios. Estes, por sua vez, estão no chão das fábricas, no campo, no ar e na estrada desempenhando papéis importantes, e isso oferece a eles o tipo de insight único que você não pode obter sentado em uma mesa na sede. Mas, como você pode ouvir as sugestões deles se eles não têm voz?

"74% dos trabalhadores da linha de frente acreditam que existem barreiras à comunicação no trabalho".

Isso significa que equipes locais não podem conversar ou trabalhar juntas de maneira eficaz - 25% dessas pessoas nem se sentem conectadas às suas equipes no local. É pior quando não há como engajar - ou compartilhar idéias - com os líderes empresariais.
Os dados demonstram que as organizações estão perdendo idéias valiosas por causa disso. Somente na Austrália, 29% das idéias dos funcionários são perdidas por causa da comunicação interrompida. Isso desperdiça muito potencial.

1. A desconexão entre gerentes e trabalhadores sem mesa pode prejudicar toda uma cultura.

Para os gerentes, entender o que está acontecendo na linha de frente é essencial para o trabalho, mas apenas 62% deles tiveram tempo para visitar trabalhadores na linha de frente de seus negócios no ano passado, e 14% deles nem vêem o valor de fazê-lo.
Isso pode acarretar diversos problemas como aumento de turnover - 34% dos funcionários da linha de frente que dizem que não se sentem capacitados para compartilhar idéias - e quando você analisa essa estatística, ela revela muito sobre a desconexão de danos que pode causar à cultura da empresa.

"34% dos funcionários da linha de frente não se sentem capacitados para compartilhar idéias."

A linha de frente geralmente acha que não vale a pena tentar compartilhar idéias, porque nada segundo eles, nada muda. 42% deles acreditam que ninguém ouve e descrevem a administração como indiferente ou antipática.
Esses trabalhadores costumam ser o rosto dos seus negócios. Crie muito sentimento negativo aqui - onde você mais precisa de positividade - e isso pode ser seriamente prejudicial para sua organização!

2. O não fornecimento de ferramentas básicas torna o trabalho diário mais difícil.

A pesquisa também mostra que os gerentes e a equipe da linha de frente ainda vêem o mundo de maneira diferente. Em nenhum lugar essa desconexão é mais evidente do que na questão das ferramentas digitais. 85% dos gerentes acreditam que dão aos trabalhadores as ferramentas digitais certas para conectar, colaborar e fazer seu trabalho - mas apenas 32% dos funcionários concordam.

"Apenas 32% dos funcionários da linha de frente concordam que têm as ferramentas necessárias para realizar seu trabalho".

Isso não se refere a novas plataformas brilhantes, mas sim o básico: 40% desses trabalhadores não têm acesso a nenhum tipo de ferramenta de colaboração, muitos nem sequer têm acesso a um endereço de e-mail ou telefone!

3. Quando uma empresa se conecta, os benefícios logo se tornam claros

Tudo se inicia com a conexão de pessoas. Quando você conecta pessoas e dá voz a elas, você as capacita, e quando você os capacita, você não muda apenas a maneira como eles trabalham - você muda a maneira como eles se sentem em relação ao trabalho.
As empresas conectadas são mais abertas e transparentes. Com um ambiente de trabalho conectado, a cultura se torna mais forte, o trabalho em equipe mais eficiente e o engajamento mais fortalecido, e focar nos seus trabalhadores da linha de frente é um primeiro passo essencial para isso.
Ao fornecer as ferramentas certas, você os ajudará a se sentirem mais próximos e mais conectados à sua organização, permitindo que tenham conversas melhores e mais significativas com os líderes empresariais - porque esses trabalhadores podem não ter uma mesa - mas devem ter voz.

A Alest Consultoria - Parceiro Premier LATAM do Workplace by Facebook no Brasil, ajuda as organizações a construir um ambiente corporativo digital, otimizando o cotidiano de nossos Clientes com nosso acompanhamento por todo o projeto com treinamentos focados no melhor uso da plataforma, com conteúdos específicos de acordo com nível de uso, presenciais ou à distância.
Ficou interessado? Vamos falar sobre o Workplace! Nossos especialistas estão prontos para te receber.

Acompanhe o Blog da Alest e Workplace from Facebook e nunca perca nenhuma atualização!

Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.